GLP – GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO

O QUE É?

Servgás
O GLP apresenta grande aplicabilidade como combustível devido às suas características de alto poder calorífico, excelente qualidade de queima, fácil manuseio, baixo impacto ambiental, facilidade de armazenamento e possibilidade de engarrafamento em vasilhames, facilitando o transporte.
Servgás
Uma característica do GLP – e dos gases combustíveis em geral – é a sua baixa emissão de poluentes. A queima do GLP gera gás carbônico sem resíduos, fundamental para a realização da fotossíntese, o que garante a produção de oxigênio para respirarmos.
Servgás
Comparando a emissão de CO² resultante da queima do carvão ou de outro combustível fóssil que gere resíduos, a do GLP apresenta um nível bem menor. Além disso, seu poder calorífico é superior, ou seja, com menos gás o consumidor pode obter a mesma quantidade de calor.

Isso auxilia na preservação ambiental, pois o carbono é um dos gases causadores do efeito estufa e do aquecimento global.
Servgás

O petróleo e o gás que retiramos hoje do subsolo é o resultado da decomposição de material orgânico – animal e vegetal – por milhões de anos.

O GLP é um combustível limpo. Não é tóxico e não contamina os mananciais de água nem o solo.

Pelo fato de permitir a redução de emissões de CO², o GLP deveria ser considerado como um complemento ao gás natural nas políticas ambientais em áreas urbanas de grande concentração.

O poder calorífico de um só botijão de 13Kg de GLP corresponde à queima de dez árvores. Isso significa que o consumo de GLP evita a queima de milhões de árvores no Brasil, já que são consumidos cerca de 340 milhões de botijões por ano.

VANTAGENS DO GLP

Em comparação com outros combustíveis e fontes energéticas hoje disponíveis, podemos dizer que o GLP torna-se preferido pelo comércio, indústrias e residências devido à sua facilidade de manipulação, acondicionamento, transporte, poder calorífico mais alto, além de outros fatores como:
  • Limpeza da queima, já que não dá origem à fumaça ou fuligem.
  • Limite de inflamabilidade baixo: mesmo sendo inflamável não queima enquanto não estiver misturado com a quantidade adequada de ar, que é de 2 a 10 % do volume da mistura ar-combustível para que haja queima.
  • É transportado e armazenado em estado líquido, sob pressões relativamente baixas.
  • Com um alívio de pressão, facilmente volta ao estado gasoso à temperatura ambiente.
  • Gera redução de áreas para estocagem de combustíveis.
  • Proporciona produção direta da chama sem transformação do combustível.
  • Seus acessórios são de baixo custo de manutenção.
  • Possui alta eficiência calorífica.
  • Grande facilidade de montagem de suas instalações.
  • Possui calor constante na chama.

APLICAÇÕES DO GLP

RESIDENCIAL

  • Casas
  • Apartamentos
  • Condomínios
  • Alimentação de fornos
  • Aquecimento

COMERCIAL

  • Cozinhas industriais
  • Hotéis e motéis
  • Restaurantes
  • Lanchonetes
  • Bares
  • Padarias
  • Pizzarias
  • Hospitais
  • Universidades
  • Lavanderias

INDUSTRIAL

  • Fundições e Siderúrgicas
  • Indústria naval
  • Indústria de vidro
  • Indústria de papel e celulose (secagem)
  • Indústria cerâmica: pisos, louças, tijolos, telhas, louças sanitárias (pigmentação)
  • Indústria automobilística (câmaras de pintura e secagem)
  • Soldas de metais não ferrosos e cortes de chapas
  • Indústria de cocção de alimentos
  • Indústria de bebidas (movimentação de estoques paletizados e empilhadeiras)
  • Indústria de material plástico
  • Indústria de cimento (pré-aquecimento de fornos)
  • Indústria química (laboratórios)
  • Aplicações têxteis

NOÇÕES AVANÇADAS DE GLP

O GLP é formado de maneira predominante pelos hidrocarbonetos Propano e Butano. Os hidrocarbonetos são produtos compostos de várias combinações químicas exclusivas de Carbono e Hidrogênio.
O Hidrogênio é um gás incolor, inodoro e insípido e difícil de se encontrar na forma líquida. É muito raro de se encontrar na natureza em seu estado livre; encontra-se em alguns vulcões e poços de petróleo e ainda assim misturado a outros gases. Encontra-se abundantemente na natureza combinado, como parte da água, dos ácidos e hidróxidos, do petróleo e de todos os organismos vegetais e animais.

O Carbono é um elemento não metálico que se encontra na natureza em combinação com todas as substâncias vegetais e animais (matéria orgânica) e com muitos minerais.

Os hidrocarbonetos que compõem o GLP estão presentes no petróleo cru e no gás natural em conjunto com outros hidrocarbonetos. Após sucessivas destilações, consegue-se separar o GLP dos demais hidrocarbonetos.
Pela combinação entre si dos átomos de Carbono e Hidrogênio, forma-se um grande número de hidrocarbonetos:

  • CH4: Metano
  • C2H6: Etano
  • C3H8: Propano
  • C4H10: Butano
  • C5H12: Pentano
Os hidrocarbonetos com 1, 2, 3 ou 4 átomos de Carbono se encontram em estado gasoso nas condições normais de temperatura e pressão, ou seja, nas condições atmosféricas.

Os que possuem 1 e 2 átomos de Carbono – o Metano e o Etano – são chamados de Gás Natural.

E os hidrocarbonetos com 3 e 4 átomos de Carbono – Propano e Butano – formam o GLP.